X

MUV amplia serviços de media hub e quer ter escritórios em outros países

PROPMARK -  publicado em 08 de outubro, 2018

Em novembro de 2018, a MUV (Mobile Unique Vision), que pertence ao Grupo WPP, completa três anos de atuação independente no mercado. O trabalho na área de mobile marketing, realizado por Marcelo Castelo e Rafael Magdalena, começou há quase 15 anos dentro da F.biz, em São Paulo.

A empresa, que atualmente possui escritório no Brasil e nos Estados Unidos, facilita a aproximação dos anunciantes com o mercado de desenvolvedores de aplicativos. Com iniciativas sustentadas por projetos de navegação gratuita e media hub, a MUV já desenvolveu mais de mil projetos para clientes como Netshoes, Privalia Brasil, Magazine Luiza, Natura, Santander e Casas Bahia, entre outros.

“O mercado de desenvolvedores de aplicativos trouxe um grande inventário que vai muito além de Facebook e Google, e que pode ser explorado para garantir vendas, cadastros, frequência ou qualquer outra meta estabelecida pelas marcas. Oferecemos o nosso serviço de compra de mídia para todo o mercado e o trabalho é feito conforme os objetivos dos nossos clientes”, comenta Marcelo Castelo, CEO da MUV.

Com o objetivo de oferecer às marcas de ambos os setores a oportunidade de intensificar o alcance e o engajamento dos seus clientes no ambiente mobile, a MUV está ampliando os seus serviços para diversos países da América Latina e Europa. Em pouco mais de um ano, o trabalho realizado para a Privalia México gerou US$ 11 milhões de receita adicional ao aplicativo. O projeto deve seguir para Espanha e Itália.

“Muitas vezes conseguimos com clientes locais acordos baseados 100% em performance. Este trabalho é muito interessante, pois ele só paga se geramos um cliente novo, que instalou o aplicativo, e fez uma compra, por exemplo. Para o publisher, o dono do aplicativo, também é interessante, pois é melhor ter um anunciante entrando no risco do que não ter nada”, diz Castelo. 
Outras novidades da companhia são os projetos para a desenvolvedora de games brasileira Fanatee, em mais de 12 países, e a contratação de Guilherme Caldeira como novo diretor de media hub. O profissional, que possui mais de 12 anos de experiência na área, vai trabalhar na criação de estratégias apoiadas em tecnologia, inteligência e rentabilidade.

Segundo Castelo, o smartphone parece já ser uma coisa onipresente, mas vai se tornar ainda mais. “Ainda há muito espaço para crescer. O celular não vai sair da mão das pessoas. Quanto mais veloz for a conexão com a internet, mais rápido as pessoas vão navegar, mais aplicativos vão acessar e mais publicidade vão enxergar. O tempo médio das pessoas no celular também só vai aumentar. Alguns estudos mostram que o tempo médio das pessoas no aparelho, em alguns lugares nos Estados Unidos, por exemplo, já deve ultrapassar a televisão”, informa.

Com um mercado pulsante, a MUV pretende fechar 2018 com um total de três milhões de instalações, o que gerou mais de R$ 45 milhões de receita adicional por meio de uma metodologia proprietária, que disponibiliza ao cliente um inventário antes muito difícil de ser acessado. 
“A nossa expectativa é fazer o media hub escalar globalmente. Já compramos mídia em diversos países, mas queremos ter atendimento local. Esperamos abrir escritórios em vários lugares e continentes. E vamos aproveitar a plataforma do grupo WPP para isso. Devemos abrir um escritório no México, pois além de Privalia ganhamos outros dois clientes que vamos anunciar ainda este ano”, finaliza Castelo.

31 Outubro 2018

Saiba mais